12 de mai de 2012

ALDEIA DO BETO: A Mãe do ano!


Hoje estive no BASORTE, na Aldeia Do Beto. Cada vez mais convencida que o novo nome escolhido para o espaço cultural caiu como uma luva. Robert Amorim e o seu espaço cultural, além de ser patrimônio da cidade, é local mobilizador das artes. E, ao mesmo tempo uma mãe para os artistas. Leticia Sabatella em uma entrevista, ao explicar o seu sentimento em relação a uma aldeia de índios fez a analogia com o útero. Pois é, hoje lembrei disso - além do acolhimento, da sensação de conforto, de sentir-se em casa, faz nascer idéias, faz renascer as que desaparecem, faz girar a roda da vida através da arte e cultura. VIVA A ALDEIA!

Nenhum comentário: