22 de jun de 2012

Oficina para aprender doces alemães integra lançamento do livro Entre Strudel, Bolachas e Stollen: Receitas e Memórias



Mãos habilidosas realizam a arte de fazer strudels e stollens, biscoitos elaborados e refinados, mãos que trazem também histórias de vida, de memórias da passagem dos ensinamentos culinários, do cotidiano da cozinha e do café da tarde. A partir das receitas dos doces elaboraremos a reconstrução da história que eles carregam, bem como de suas práticas culinárias.  (Juliana Reinhardt, autora do livro)

Entre Strudel, Bolachas e Stollen: Receitas e Memórias, livro sobre as histórias e as receitas de doces tradicionais alemães em Curitiba será lançado em agosto. Para divulgá-lo, serão realizadas oficinas de confecção de doces ministradas pela artesã D. Rosamaria Lohman Konieczniak. Descendente de alemães, quando jovem morou na Alemanha e lá aprofundou seu conhecimento sobre a arte da doçaria alemã. Há muitos anos transmite este saber através de cursos pelas cidades do sul do Brasil.
  Segundo a autora do livro Juliana Reinhardt, “o objetivo das oficinas  é promover a transmissão deste saber culinário para além dos descendentes de imigrantes alemães, oportunizando uma forma de geração de renda bem como o conhecimento da cultura alemã e da história de Curitiba.” A autora do livro abrirá com palestras sobre o tema as 10 oficinas realizadas a partir do dia 26 de junho, próxima terça feira.
A doçaria alemã, presente na mesa dos descendentes de imigrantes, além de refinada, se traduz em um bem cultural transmitido de geração para geração. Transmitidos de mãe para filha, seja através da oralidade, seja pelos cadernos de receitas, trazem consigo histórias da Curitiba do século XX, de eventos marcantes como os primeiros contatos dos alemães com as terras curitibanas, destacando o período que compreendeu as duas grandes guerras mundiais.
Entre os doces mais citados como tradicionais, estão: o Kuchen ou Streuselkuchen (bolo assado coberto com farofa de manteiga e açúcar, podendo haver frutas em sua composição e servido nos finais de semana e comemorações); Stollen (bolo ou pão feito no Natal, com passas, frutas cristalizadas, nozes, castanhas e coberto com açúcar de confeiteiro); Strudel (formato de rocambole, massa finísssima e trabalhosa, feito a base de farinha de trigo e recheado com maças, passas, nozes, temperadas com manteiga, canela e açúcar); Waffer; bolachas de grande variedade; geléias, compotas, além de outras preparações.
O projeto foi realizado com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Fundo Municipal de Cultura – Programa de Apoio e Incentivo à Cultura e tem o patrocínio do Banco do Brasil.

SERVIÇO
Oficina de cuques e bolachas alemãs
Ministrante: Rosamaria Lohman Konieczniak.
Datas:
Dia 26 e 27 de junho - das 13:30 hs as 17: 30 hs
Dia 3 de julho - das 13:30 hs as 17: 30 hs
Dia 4 de julho - das 13:30 hs as 16: 00 hs e das 16:30 hs as 19:00 hs (duas oficinas)  
Dia 10 de junho - das 13:30 hs as 17: 30 hs 
Dia 11 de junho - das 13:30 hs as 16: 00 hs e das 16:30 hs as 19:00 hs (duas oficinas)
Dia 12 e 13 de julho - das 13:30 hs as 17: 30 hs 


Local: Igreja de Cristo. Rua Inácio Lustosa, 309

Inscrições:
Pelos telefones: 3273-7826 / 8406-1935 / 8407-2798 com Victor ou Juliana 

Vagas limitadas

Assessoria de imprensa: Ana Carolina Caldas