23 de jul de 2009

BOAS NOTICIAS - Vale Cultura

R$ 50 reais ao mês é pouco para incentivar o “consumo” da cultura?

O Presidente Lula assinou nesta quinta 23, mensagem para criação do Vale Cultura no Brasil. Como projeto de lei será votado no Congresso Nacional, e se aprovado os trabalhadores (as) terão direito a 50 reais ao mês para consumir cultura. Ir ao teatro, comprar livros, alugar DVDs, entre outros produtos culturais. Algumas matérias veiculadas em na mídia local e nacional, questionam o valor. R$ 50 reais ao mês é pouco para incentivar o “consumo” da cultura?

Em primeiro lugar a reflexão precisa começar por outro caminho. Analisar a vida cultural da maioria da população brasileira, o interesse pela fruição cultural e em outra ponta, de que forma os artistas e produtores culturais tem se comunicado com a “grande maioria”. Trabalhadores e trabalhadoras, e diga-se de passagem de baixa renda – pois este é um dos critérios do projeto, constituem o público alvo? A que servirá o vale cultura? Qual é o objetivo? Porém, se retirarmos todas estas reflexões e ficarmos apenas com a primeira: 50 reais para fazer o que bem entender com o seu tempo livre. Pouco ou muito? Eis a questão. E mais outra: considero que já conseguimos muitos avanços no que se refere ao acesso a vida cultural do país. Entre os exemplos, cinema a preço popular, contrapartidas dos espetáculos, entre outros. Faz-se necessário, portanto, refletir para além das estratégias de fomento, e compreender o que leva o público escolher este ou aquele “produto cultural”?. E aqui me refiro a este público que o vale cultura se destina. A quem realmente trabalha diuturnamente e não tem um tostão a mais para escolher algum programa cultural, fora a televisão e olhe lá. O que motivará estes que providos do seu cartão magnético, estarão dispostos e/ou serão incentivados a conhecer mais, a se conhecer mais e a perceber que existem outras possibilidades de se pensar a vida cotidiana?


Qual a sua opinião? Deixa escrito aqui

3 comentários:

Bardou disse...

Ana,
Penso que é uma medida louvável do governo Lula, que visa em um primeiro momento viabilizar o acesso à cultura pela classe trabalhadora.
Abs.
Bardou

Anônimo disse...

Tem muito o que pensar nisso ai. Ha sim risco de ser mais uma politca assistencialista, mas tbem é um mode d eimpulsionar o estimulo a cultura. Veremos. Sem pre julgamentos!

Belezinha de matéria, neguinha
Marcia

Zelador Cultural disse...

NQUANTO O VALE NÃO VEM
A Associação Paranaense de Cultura Hip Hop e um coletivo formado por varios representantes deste segmento cultural,que estão a frente de diversos projetos de juventude nas comunidades, e mesmo sendo o movimento popularizado em todo o Brasil, este coletivo preseva as raízes ideológicas da Cultura Hip Hop, e vem gerando grandes ações, atendendo a demanda de artistas e das comunidades, promovendo cultura da paz e inclusão sócial-cultural-esportiva.
conte conosco:
PROXIMO EVENTO
RAPPAZ Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz-
PAZ SEM VOZ, NÃO E PAZ E MEDO..
O Centro Cultural Humaitá, em parceria com a Associação Paranaense da Cultura Hip-Hop realizam dia 13 de Setembro de 2009, a partir das 12h, no Espaço da Estação Ferroviaria o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz.
Evento que já contabiliza Cinco edições realizadas em Colombo, uma em São Jose dos Pinhais e uma no Bairro Parolin, em Curitiba, este ano amplia sua área de abrangência, articulando parcerias entre as prefeituras de Colombo, São José dos Pinhais, Campo Largo, Piraquara e Antonina, bem como com a Secretaria de Estado da Cultura, a Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos e comerciantes locais.
Tendo em vista a insegurança social e econômica, a falta de perspectivas culturais e profissionais, a violência, o tráfico de drogas, o aumento do consumo de crack nas periferias, o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz surge como uma opção de lazer, arte e entretenimento para os jovens.
O objetivo é criar uma rede de intercâmbios culturais e de parcerias, articulando instituições e agentes culturais de diferentes comunidades, afim de vitalizar os espaços públicos com esporte, elementos da Cultura Hip Hop e das culturas de matriz africana. Desta forma, contamos estimular na juventude o interesse pelo esporte, pela arte e pela cultura, bem como encontrar novos talentos e gerar oportunidades que fortaleçam e dêem visibilidade aos agentes culturais envolvidos.
O evento promove também uma campanha de conscientização pela cultura da paz e presta solidariedade ao Rapper David Black, que foi recentemente vitimado pela violência de trânsito. Parte da alimentação arrecada será revertida em seu benefício.
Ficaremos honrados com seu incentivo, doando 1 kg de alimento voce concorrerá a brindes sorteados durante o evento.
Apresentações
A.L.F
MENTKPTA
RITMO NEGRO
RAPERCUSSÃO
RETRATANDO FATO
DJ's
Fefo e Style
Break
Can Africa Spin Crew
Graffiti
Mostra e Graffitagen com Crew Local e Convidados.
E ainda a feira Hip Hop Em Exposição

BATALHA DE BREAK 1X1
CAMPEONATO DE SKATE BEST TRICK
CAMPEONATO DE STREET BALL 1X1
Tera Premiação para os 3 Primeiros Lugares
1º Grana, Brindes,Trofeu .
2º Grana,Brindes,Trofeu
3º Trofeu e Brindes.
E MEDALHAS PARA DESTAQUE FEMININO E MASCULINO
NFORMAÇÕES DOS ÓNIBUS QUE CHEGAM AO EVENTO EM BREVE

REALIZAÇÃO
Associação Paranaense de Cultura Hip Hop
Centro Cultural Humaita
INFORMAÇÕES
91617961-84784242
www.hiphoprightrow.blogspot.com