20 de nov de 2009

Museu da Periferia começa a contar a história do Sitio Cercado pelo olhar da escola

Neste sábado (21), o Museu da Periferia do Sitio Cercado (MUPE) realiza a sua primeira ação para contar a história do bairro. Alunos da Escola Guilherme Lacerda Braga Sobrinho - CAIC, através do trabalho conduzido pela professora de história Simone Raia, farão a mostra de desenhos e redações chamada “Como você vê o seu bairro?”. São mais de 150 trabalhos produzido por alunos de diferentes faixas etárias. Fazem parte do projeto crianças do ensino fundamental e também alunos do Ensino do Jovens e Adultos (EJA). Segundo um dos coordenadores do MUPE, Marcelo Souza Rocha, “o objetivo do Museu da Periferia é fazer com que a comunidade identifique, conte e se reconheça na história do bairro. Achamos essencial começar pela escola.” Os alunos representaram através de desenhos e textos seus sentimentos e impressões da história do lugar onde vivem. “Teremos a visão mais infantil dos pequenos, e também o olhar mais vivido e apurado dos alunos do EJA que estão na faixa de 18 a 40 anos.” explica Marcelo. É a primeira atividade do MUPE que realizará outras em parceria com a comunidade, dentro do projeto chamado Memória Viva.
O que é o MUPE?

O Mupe foi criado em 2009, dentro do programa chamado Ponto de Memória, resultado de uma parceria entre o IBRAM ( Instituto Brasileiro de Museus) e o Ministério da Justiça. No início de setembro, Mário Chagas - diretor de processos museais do IBRAM e sua equipe realizaram uma oficina com os moradores do Sitio Cercado, em Curitiba, para iniciar o planejamento das atividades do Museu. Os objetivos da oficina: mobilização e sensibilização dos participantes para a temática do museu compreendido como uma tecnologia social e a idéia de um museu cooperativo. O Governo Federal através dos Pontos de Memória tem incentivado o conceito de museu social, onde o direito à memória se faz presente prioritariamente nas comunidades carentes, como estímulo ao fortalecimento de suas identidades culturais e usufruto da cidadania. Segundo Mário Chagas, “a identificação do público com o patrimônio musealizado e sua utilização para gerar estímulos no sentido da conscientização e da ação sobre o real, são hoje mais condizentes com o papel social esperado de um museu.”

Mais sobre o MUPE você pode ler nos blogs:
http://www.mupe.wordpress.com/ http://www.vanhoni.com.br/

Serviço
Mostra de Desenhos e Redações “Como você vê o seu bairro”
Escola Guilherme Lacerda Braga Sobrinho - CAIC
Rua Pastor Waldomiro Bileski, 71 - Sítio Cercado
Horário: 10h00
Contato imprensa (41) 92114915 Ana Carolina Caldas

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns Ana pelas materias. Adoro vir aqui te visitar e ver que tua paixão pela cultura continua

beijos

Cesar