24 de jan de 2013

Banda argentina Las Taradas em Curitiba para lançamento do seu primeiro CD


Las Taradas (que quer dizer algo como "As Tontas" em espanhol) foi formada em 2010 por sete "chicas" virtuosas em seus instrumentos. O repertório rememora canções populares dos anos 40 e 50 - algumas bem conhecidas, outras esquecidas. Bolero, swing, country e canções populares de todo o mundo compõe o set list das meninas, inclusive com algumas músicas brasileiras cantadas em português! A banda, muito popular na Argentina está em turnê pelo Brasil, sendo que o primeiro show em terras tupiniquins será em Curitiba. Nos días 02 e 03, elas tocam nos bares 92 Graus e no Café Parangolé, respectivamente.



“Son y se hacen” (“São e se fazem”) é o primeiro disco do grupo Las Taradas (tolas em español). Essa pequena orquestra de senhoritas relembra canções pouco conhecidas dos anos 40 e 50. Ainda que conservando a sonoridade original,  são incorporadas pitadas de elementos novos e próprios. Do bolero, swing e cha cha cha, passando por músicas napolitanas, cumbias colombianas e “rancheras” mexicanas. A proposta utiliza do humor das canções daquela época, para montar um repertório que viaja por diferentes regiões e  resgata diversos intérpretes, que vão desde Johnny Cash, Mina Mazzini e Agustin Lara, até Elvis Presley, Los Machucambos e Carmem Miranda.



A Orquestra surgiu no idos de 2010 quando Luisa Malatesta e Lucia de Paco decidiram materializar uma idéia antiga: reunir um grupo de mulheres músicas que pudessemmente recuperar do esquecimento melodias do passado. Unindo o ukelele e voz da Luisa, o violão da Lucia de Paco, ao contrabaixo de Encarnación de los Males, a clarineta de Cheetara Rodríguez, a voz e o trompete de Maricarmen Montenegro, o violino de Exaltacion de la Cruz e a percussão da Tia Nidia Lopez do Pandeiro, iniciou-se um caminho que as levou a diversas apresentações em teatros e casas de shows, até manifestações públicas, festivais e centros culturais espalhados tanto por Buenos Aires quanto por Córdoba, Mendoza e  Bahia Blanca.



As andanças pelos palcos argentinos não impediu que, como continuação do EP (gravado no Esudio Limbo em 2010), Las Taradas encontrassem uns dias para gravar seu primeiro disco. Produzido por Lucy Patané e Pablo Hadida,  o disco apresenta as canções em seu formato original, com o toque pessoal dessas senhoritas. Somaram-se a essa grande impreitada ilustres convidados como Santiago “Cuchi” Martínez, no piano, e Priscila La Paco (Ana Patané) no vocal. A arte do Disco é uma produção conjunta de Lula Bauer (fotos) e Paula Maffia (desenho e ilustrações).





            Las taradas é composto por: Carla Branchini  como “Cheetarah Rodriguez”, clarineta, voz e percussão; Nati Gavazzo como “A Tia Nidia López do Pandeiro”, percussão e voz; Paula Maffia como “Dona Luisa Malatesta”, voz e ukelele, Lu Martinez como “Encarnación de los Males”, contrabaixo e voz; Lucy Patané como “Lucía de Paco”, violão e voz; Mel Muñiz como “Maricarmen Montenegro”, voz, guaita e trompete; e Rosario Baeza como “Exaltación de la Cruz”, violino e voz.



Web:





Audio:




Videos:



Bei mir bistu schein ao vivo no Niceto: http://www.youtube.com/watch?v=M7gCBBis2Mw






SERVIÇO:
SHOW LAS TARADAS  EM CURITIBA:



Dia 02 de fevereiro no 92 Graus. A abertura  do show  fica por conta dos Joanetes e o discotecário convidado é Tomas (Radio Espanha). 22 hrs.  Ingressos a 20 reais.



Dia 03 de fevereiro no  Café Parangolé.  20hrs – Ingressos: 12 reais



Assessoria de imprensa – Ana Caldas (41)92114915

Nenhum comentário: